Seguidores

domingo, 3 de abril de 2011

Chuvas de abril




Chuvas de abril
corta o outono de galhos secos
e o toma em ar primaveril,
flores abrem um sorriso de menina
como se debochassem do efeito estufa.
Folhas secas alegram-se
ao rolar no chão com a água
lembrando bricadeiras de verão.
Ah chuvas de abril,
agora quer viver um amor de inverno,
já que as paíxões de verão se vão,
deixando sempre lembranças
desbotadas que secam o coração.

Rita Encinas

3 comentários:

  1. Oi Rita,
    Este poema é lindo, já postei no blog e jornal.

    Estou colando no comentário,
    um selinho,meu carinho.

    Link:
    http://2.bp.blogspot.com/__UOKcvidJV4/TFGtt3dHPVI/AAAAAAAABx8/uY9X_Y1lWUY/S220/MARIECATHERINESELOBLOGYWYWY2Y2Y2Y40.jpg

    Meu blog é fechado, não tem como pegar.

    Lindo Domingo! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Desejos de:
    365 Dias de felicidade;
    52 semanas de saúde e prosperidade;
    12 meses de amor e carinho;
    8760 horas de paz e harmonia…
    e que neste novo ano
    Exista 2012 motivos para sorrir!
    Abreijos!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Rita. Um poema muito lindo. Bom conhecer novos espaços e o seu é simplesmente ótimo.
    Passo a seguir.
    Tem amor nessa poesia, tem aroma e muita delicadeza nos poros da Natureza.
    Parabéns!
    Venho te fazer um convite, e espero que aceite.


    A votação do PRIMEIRO CONCURSO DE POESIAS "PENA DE OURO" do blog "BICHO DO MATO" irá até o dia 04/05/2013.
    Concorro com o poema "DAMA MALDITA!"
    Para votarem, é só clicar no círculo à direita do blog ao lado do poema!
    Para comentarem, cliquem no link do poema!
    Votem a vontade!
    Obrigada e beijos na alma!

    http://blogdobichodomato.blogspot.com.br/2013/04/dama-maldita.html

    ResponderExcluir